www.bolanaredecn.com

sábado, 25 de julho de 2015

Os brilhantes caratecas do Brasil tentam abrir caminho rumo ao pódio com chutes e socos; hipismo, tênis de mesa e atletismo também podem render medalhas de ouro




Seleção comemora ponto na vitória sobre Porto Rico, na semifinal
Gaspar Nóbrega/Inovafoto/COB
Seleção comemora ponto na vitória sobre Porto Rico, na semifinal

O Brasil terá hoje um dia repleto de finais de esportes coletivos nos Jogos Pan-Americanos. Às 17h30, a seleção de basquete masculina, que tem jogado muito bem em Toronto, enfrenta o Canadá, que conta com três jogadores da NBA e busca um inédito ouro no basquete.

Às 21h, a seleção masculina de handebol, com a prata de Guadalajara engasgada na garganta, disputa o clássico continental com a Argentina, que tirou o Brasil da Olimpíada ao derrotá-lo no México.

Pouco depois, às 21h30, o técnico José Roberto Guimarães, que operou milagres ao mudar o rumo da partida semifinal contra Porto Rico, terá sua capacidade à prova no comando da seleção feminina de vôlei, que encara os Estados Unidos. Os norte-americanos enviaram para Toronto uma boa equipe, embora desfalcada de importantes peças que disputam a fase final do Grand Prix, no Nebraska.

À tarde, às 14h05, a seleção de futebol disputa melancolicamente o bronze com o Panamá, que trouxe um grande dissabor na fase de classificação, ao empatar um jogo que perdia por desvantagem de três gols. Às 19h35, a seleção feminina luta pelo terceiro ouro de sua história com a Colômbia.

Às 18h, os bravos jogadores da seleção de hóquei sobre a grama disputam medalha com o Chile. A equipe se classificou para a Olimpíada.

Enquanto isso, os brilhantes caratecas do Brasil, que conquistaram duas medalhas de ouro no primeiro dia da modalidade, tentam abrir caminho rumo ao pódio com chutes e socos. Os mesa-tenistas, que colecionaram várias vitórias na fase classificatória, disputam medalhas nos torneios individuais.

O atletismo começa bem cedo, às 8h. Franck Caldeira, ouro na maratona em 2007, tenta manter a hegemonia do Brasil na prova, iniciada em 99. Já a esforçada heptatleta Vanessa Spinola, que terminou em segundo lugar na classificação o primeiro dia, luta pelo ouro com a cubana Yorgelis Rodriguez. No hipismo, Eduardo Menezes, que lidera a classificação, cavalga rumo ao ouro.

Quadro de Medalhas até o momento;

ESTADOS UNIDOS - 93 OURO - 73 PRATA - 74 BRONZE
CANADÁ - 72 OURO - 63 PRATA - 60 BRONZE
BRASIL - 35 OURO - 34 PRATA - 55 BRONZE
CUBA - 31 OURO - 23 PRATA - 33 BRONZE

Nenhum comentário: