www.bolanaredecn.com

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

"Fui injustiçado", diz jogador preso de novo por suspeita de assalto no RN


Thiago Potiguar relata o que passou ao ser preso novamente por agentes da Polícia Civil. Advogado do atleta relata que houve erro na atualização do processo judicial




Thiago Potiguar posa para foto na saída da Plantão Zona Norte (Foto: Arquivo Pessoal)
O zagueiro Thiago Potiguar foi liberado pelo Polícia Civil do Rio Grande do Norte na madrugada desta sexta-feira, após o pedido de relaxamento de prisão feito pelo advogado do Palmeira-RN ser atendido. O jogador voltou para Goianinha, onde mora em um alojamento do clube, e vai participar do treinamento da equipe na tarde desta sexta-feira, no Estádio Nazarenão. Thiago é suspeito de participar de um assalto a uma casa na praia de Barreta, no litoral Sul potiguar, no dia 4 de fevereiro, e acabou preso no dia 22 de março do ano passado. O atleta ficou detido por mais de 100 dias no Centro de Dentenção Provisório (CDP) do bairro Potengi, na Zona Norte de Natal, mas acabou recebendo um alvará de soltura expedido pela juíza Maria Nivalda Neco Torquato Lopes, da comarca de Nísia Floresta, que argumentou que a investigação sequer foi concluída mesmo após três meses da prisão do zagueiro.
O jogador conversou por telefone com o GloboEsporte.com e disse se achar "injustiçado" no caso de suspeita de assalto. Ele ainda relatou os momentos em que passou mais uma vez detido, desta vez na delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal.

- Eu estava treinando no clube e os policiais chegaram. Fui injustiçado, porque o cara não ter nada haver com essa situação e ser levado para a polícia pela segunda vez, é muito ruim. É muita humilhação para uma pessoa. Eles (polícia) vieram a Goianinha com o mandado do ano passado, que ainda não tinha sido dado baixa. Mas, graças a Deus, o meu advogado pode explicar a situação e conseguiu a minha liberação - comemorou
Globoesporte.com.br/rn

Nenhum comentário: