www.bolanaredecn.com

rtmps://edgetee-upload-for.xx.fbcdn.net:443/rtmp/

sábado, 27 de fevereiro de 2021

VOLTANDO NO TEMPO:    Potyguar de Currais Novos e Potiguar de Mossoró fizeram a inauguração do gramado do Estádio Cel. José Bezerra em 1977

 


    O gramado do Estádio Cel. José Bezerra, foi inaugurado no dia 30 de janeiro de 1977 com uma programação bem  diferente.

     Foi um dia de Festa para os Desportistas de Currais Novos e região, que logo cedo do domingo, lotaram o estádio para assistir a entrega das premiações do Campeonato de bairros da cidade e o jogo entre Brejuí (Mineraçaõ Tomaz Salustino) campeão da competição local e o Guarany do bairro JK, vice campeão. O  placar do Jogo preliminar, já que a tarde seria o jogo de profissionais e a estreia do Potyguar na Taça cidade de Natal, estadual Potiguar diante do outro Potiguar, o de Mossoró, foi de 4 a 1 para o Brejuí com gols marcados por Jerônimo duas vezes, Aurino Damásio e Fernando Preto para o time da Mina Brejuí. O gol do Guarany não foi informado. O primeiro gol do jogo e do estádio na estreia do gramado, foi do meia do Brejuí o Aurino Damásio, que segundo informações de desportistas da época, tinha várias apostas na cidade para quem marcaria o primeiro gol no jogo da amanhã e a tarde com o jogo oficial.

    Foi uma bela Festa com direito a desfile dos atletas, funcionários do estádio e Liga Desportiva e logo depois hasteamento das bandeiras com as seguintes personalidades: Bandeira do Brasil hasteada por Bitamar Bezerra; bandeira da Liga por Capitão Cícero Almeira e a do município pelo novo Prefeito o Sr. Geraldo Gomes . 

    No centro do campo , logo após os hasteamentos das bandeiras, foram homenageados aqueles que contribuíram para o sucesso do futebol Currais-novense e Seridoense. Aconteceu também entrega de premiações, em meio a discursos emocionados  de várias personalidades da cidade. O Prefeito que estava deixando o mandato, o Sr. Bitamar Bezerra Barreto, foi o maior incentivador para melhorias do estádio , como gramado,novas arquibancadas, alambrados etc.

                         Brejuí   1977
 Time base campeão do Brejuí( Camisas listradas): Valter, Chaguinha, Valdemir, Dedé Moura, Morais, Luizinho, Miúdo, Aurino Damásio, Mifita, Fernando Preto, Nego, Jerônimo e Nego Til. Téc.: Didier Nunes.

                          POTYGUAR X POTIGUAR

    No período da tarde aconteceu o jogo válido pela estreia das duas equipes na Taça cidade do Natal( 1º turno do estadual) entre Potyguar com "Y" e o de Mossoró com"I" , sendo a segunda participação do time da Terra da Xelita no certame profissional do RN, já que tinha participado em 1976. Foi um jogo bastante disputado e com várias estreia em ambas equipes, mas a do atacante Djalma Félix, prata da casa, voltava a terrinha após jogar no ABC e o próprio Potiguar Mossoroense, pois seria o primeiro jogo contra seu ex-clube como profissional. A renda do jogo foi de aproximadamente 33 mil cruzeiros. 



                                             Djalma Félix
                               POTYGUAR DE 1977
  

                                    " Estreia da maca" 

     O dia também marcou a estreia da "maca" (transportar doentes, acidentados ou atletas de futebol em partidas) que foi uma festa a parte. O presidente da Liga Desportiva Currais-novense na época, o Sr. Humberto Gama, ficava torcendo para que houvesse alguma contusão , para que os maqueiros pudessem atravessar o gramado de um lado para outro, com o novo acessório. 

      E nada de contusão acontecia , o jogador caía e o árbitro o Sr. Alfeu Soares não autorizava a entrada da "maca" ao campo de jogo.

       Finalmente um choque do atacante Djalma Félix com o zagueiro Berico, e,o árbitro autorizou a entrada da "maca".

      Foi a glória , sob aplausos aos dois maqueiros, maca na mão e orgulhosamente carregaram o atacante da casa o Djalma Féliz até a beira do gramado.

     Do lado de fora e feliz da vida, Humberto Gama conferia a estreia da novidade da Liga Desportiva Currais-novense- LDC.

  FICHA TÉCNICA

POTYGUAR 0X0 POTIGUAR/M

Árbitro: Alfeu Soares

Auxiliares: Clemente Machado e José Barbosa

Renda: Aproximadamente: 30 mil Cruzeiros

POTYGUAR: Índio, Naldo, Luizão, Gury e Gonzaguinha, Carlinhos I, Valdeci Santana ;Vandinho; Dinha , Djalma e Pereira.

POTIGUAR/M: Gileno, Berico, JB, Nivaldo e Vildomar, Baptista, Carrapeta, Ananias e Aélio; Ribeiro, Hélio Lima e Romildo. Téc.: Ivo Hoclman.

Por Terradaxelita com informações do POTI/Diário de Natal/Revistas  e atletas e dirigentes da época.  

       

 

  

 



Nenhum comentário: