www.bolanaredecn.com

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Vasco perde seis mandos e interdição de São Januário segue



As confusões que ocorreram em São Januário no clássico entre Vasco e Flamengo na semana retrasada foram a julgamento em primeira instância na tarde desta segunda-feira, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Por maioria dos votos, a interdição total do estádio até que laudos fossem apresentados para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) foi mantida, o Cruz-Maltino foi punido com a perda de seis mandos de campo, além de multa de R$ 75 mil. O Rubro-Negro foi penalizado com multa de R$ 5 mil. A Procuradoria já se manifestou que irá recorrer da decisão para uma pena maior na perda dos mandos. Tendência é que caso seja analisado no início de agosto. A penalidade desta segunda-feira tem validade imediata, vale destacar.
O julgamento foi via Primeira Comissão Disciplinar do STJD e contou com apenas três auditores. O relator do caso, Gustavo Pinheiro, que já foi diretor jurídico do Vasco durante a gestão de Roberto Dinamite, a auditora Michele Ramalho e o presidente Lucas Rocha. Representando a Procuradoria, responsável por oferecer a denúncia ao Tribunal, Luciano Hostins. Paulo Rubens Máximo foi o advogado que defendeu o Vasco, enquanto Michel Assef Filho argumentou a favor do Flamengo. Presidente do Vasco, Eurico Miranda também discursou em defesa do clube. Otto Carvalho, presidente do Conselho Fiscal do Cruz-Maltino e candidato de oposição ao pleito de novembro, também compareceu ao Plenário do STJD para acompanhar de perto o julgamento.
Lance

Nenhum comentário: