www.bolanaredecn.com

sexta-feira, 4 de agosto de 2017


Bem Estar fala sobre dança e coordenação motora

A dança reforça os circuitos cerebrais envolvidos naquele ato motor.



Dançar não é fácil e um dos grandes fantasmas de quem começa a trabalhar corpo e movimento pela primeira vez é a coordenação motora. Será que ter aptidão para a dança depende da coordenação motora? Segundo o neurologista Tarso Adoni, sim. Mas a boa notícia é que a coordenação motora pode ser aprendida por meio de treino, isto é, repetição de movimento.
O neurologista explicou no Bem Estar desta sexta-feira (4) que a dança reforça os circuitos cerebrais envolvidos naquele ato motor. Quanto mais a gente treina, mais reforça esses circuitos. Dançar envolve o cérebro como um todo, como áreas de planejamento, percepção sensorial, visual, auditiva, além do cerebelo, que é onde ocorre a fixação das informações. A repetição do passo é facilitada porque o cerebelo armazena a memória.
Mas pra muita gente, dançar não é tão divertido no começo. O instrutor de zumba Marlon Alves explicou que uma pessoa que não tem muita intimidade com dança e nem coordenação, leva pelo menos quatro aulas para começar a acompanhar a aula. Ele lembra que a zumba, por exemplo, é mais do que uma aula de dança, ela também é uma atividade física divertida.

Nenhum comentário: