www.bolanaredecn.com

sábado, 12 de dezembro de 2015

Técnico de futsal  é morto por ex-dirigente em Hotel


Um técnico de futebol de salão feminino foi morto com um tiro no peito no início da tarde desta sexta-feira (11) por um ex-dirigente de outro time de futsal feminino de Caçador, no Oeste catarinense. O suspeito ainda rendeu outras cinco pessoas de uma mesma família em um escritório de um hotel na cidade. Outro homem ficou ferido.
 
Ex-dirigentes de clube de futsal feminino lutou com reféns após matar  técnico em SC (Foto: Phoca ribeiro/ cacador online )

Segundo o delegado Eduardo Matos, por volta das 11h, Carlos José Correa, de  54 anos, foi até o hotel que pertence à família dona dos dois times, no centro da cidade. Lá ele rendeu um funcionário do local e solicitou que cinco pessoas, que também trabalhavam ali, fossem trazidas para o escritório.
 
"O suspeito estava descontente por ter sido demitido de um time de futsal feminino, o Pantera Negra, que pertencia aos mesmos donos do hotel onde ocorreu o crime. Ele chegou ao local com o objetivo de matar os membros da família Kindermann", disse Matos.
 
Conforme o delegado, o técnico do futsal feminino do time Kindermann de Caçador, Josué Henrique Kaercher, 35 anos, tentou acalmar o suspeito no saguão do hotel e pediu para baixar a arma. Correa atirou contra o peito de Kaercher.
 
Na sequência, um dos membros da família avançou em direção ao suspeito. Ele voltou a tentar disparar, mas a arma falhou. Então, os outros familiares tentaram retirar a arma de Correa e outro dois tiros foram disparados, acertando de raspão a mão de uma das vítimas. Houve luta corporal entre os envolvidos e a Polícia Militar foi acionada por volta das 12h.
 
O técnico chegou a receber atendimento médico, mas morreu no hospital da cidade. O suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Caçador, onde se recusou a prestar depoimento. Segundo o delegado, ele ficará detido no presídio de Caçador.
 
Fonte: G1/SC.

Nenhum comentário: